Budapeste: um passeio ao Castelo de Buda

Castelo de Buda visto do Rio Danúbio

Castelo de Buda visto do Rio Danúbio

Se eu tivesse apenas um dia em Budapeste, a Citadella e a região do Castelo, seriam as minhas escolhas para visitar. Nesses pontos turísticos mais do que imperdíveis, além de conhecer lugares históricos, a gente tem uma vista maravilhosa. Eu fui no ônibus turístico, mas é facil chegar lá, atravessando a Ponte das Correntes e pegando o funicular.

Chain Bridge - Ponte das Correntes - Budapeste

Chain Bridge – Ponte das Correntes – Budapeste

O Castelo de Buda

O rei Bela IV da Hungria, começou a construir a primeira residência real de Buda, no topo de uma colina, 170 metros acima do Rio Danúbio. Em plena idade média, no século XII,  a cidade foi se desenvolvendo em torno do castelo.

Chegando ao Castelo de Buda

Chegando ao Castelo de Buda

Mas o castelo que vemos hoje, (Budai Várcomeçou a ser construído no século XIV, pelo Duque de Eslavonia, irmão mais novo do rei Luis I da Hungria. E o rei Sigismund, na Idade Média tardia, aumentou a construção e as fortificações para mostrar seu poder aos outros reis da Europa.

Castelo de Buda

E como o rei Sigismund teve um longo reinado, o castelo acabou sendo o maior castelo gótico no final da  Idade Média. E provavelmente com a vista mais bonita!

Cahin Bridge Vista do Castelo

Chegar ao Castelo de Buda (num dia de céu mais ou menos azul) é uma experiência inesquecível. A primeira visão é da Ponte das Correntes sobre o Danúbio. O castelo é voltado para o rio.

Castelo Jardins Vista

Vista do Castelo

O Castelo de Buda foi defendido até a morte durante o cerco a Budapeste em fevereiro de 1945. Mas… 90% dos soldados morreram pelas ruas de Buda, e o episódio entrou para a história como a pior catástrofe militar da história da Hungria e do castelo restaram ruínas.

Hoje, restaurado, o Castelo  abriga o Museu da História de Budapeste e a Galeria Nacional Húngara. E também tem direito à troca da Guarda.

guardas castelo

Guardas no pátio do  Castelo de Buda

Guardas no pátio do Castelo de Buda

A parte de trás do Castelo também deve ser visitada. A beleza está nos detalhes.

estatua castelo

Lateral do castelo

Daqui, parti para a Igreja de São Mathias e para o Bastião dos Pescadores, que ficam na região do castelo e mais vistas se descortinaram. Mas isso fica para outro post!

Bastião dos Pescadores

Bastião dos Pescadores

Hotéis em Budapeste? Encontre e reserve aqui.

Siga o Mala de Rodinha e Nécessaire no Twitter @maladerodinha

Curta a nossa Fanpage no Facebook: www.facebook.com/MaladeRodinhaeNecessaire

E para ver nossas fotos no Instagram: instagram.com/celinamartins

written by

Sou professora por formação, artista plástica, designer e blogueira, mas gosto mesmo é de ser nômade. Moro seis meses em Londres, quando aproveito para viajar pela Europa, e seis meses no Rio de Janeiro, quando planejo as próximas viagens. Estou no Google + - + Celina Martins -

6 Responses to "Budapeste: um passeio ao Castelo de Buda"

  1. Ana says:

    Quanto tempo você ficou no Castelo ?

    Responder
  2. Eliana says:

    Cel, que saudade de acompanhar suas andanças! Vc comeu por aí fatia húngara? Bjs

    Responder
  3. Eulalia says:

    Quem sabe eu consigo enfrentar o frio da primavera! (rs) Seria ótimo, adoraria ir com você!

    Responder
  4. Eulalia says:

    Nossa! Eu fui lá e não visitei o Castelo!!! Só o vi por fora, não havia troca de guarda e não era aberto a visitação… e não estava nada restaurado… minha ida foi muito rápida. Vi tudo por alto, em dois dias incompletos, numa época em que Hungria ainda pertencia à União Soviética… descobrindo o que era pelas poucas informações que eu já tinha levado daqui, de uma amiga que era húngara e não podia entrar no país, na época, senão, não poderia mais sair…. tempos bem difíceis para se visitar esses lugares…
    Mas você tem razão… se eu tivesse de escolher um dia em Budapeste, passaria ali, se fosse possível.
    Quando fui, a comunicação era péssima, o serviço turístico praticamente não existia (não encontrei ninguém que falasse outra língua que não fosse o russo…) e andar por lá era bem difícil.
    Adorei ver pelos seus olhos!
    Me deu vontade de voltar
    beijinhos e obrigada!!!

    Responder

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>