Citadella – a fortaleza de Budapeste

Citadela Panorama Restaurant - Vista

Minha primeira visita à Citadella e à região do Castelo de Buda foi sob uma neblina que poderia ser cortada por uma faca! E se há uma cidade em que o tempo influencia diretamente a sua experiência turística, essa cidade é Budapeste.

Imaginem sonhar com uma paisagem, finalmente estar lá e não conseguir ver quase nada! A vista do Danúbio e das suas oito pontes a partir da Citadella é deslumbrante, desde que haja um pouco de sol para revelar o azul das águas do rio. Então nesse primeiro dia, depois da decepção, tomei a decisão de voltar no dia seguinte.

Citadella

A Citadella fica no topo Colina Gallért no lado Buda. Hoje um centro turístico, uma das atrações imperdíveis de Budapeste, foi construída pelos Habsburgs depois da Revolução Húngara de 1948. Sendo uma fortaleza para demonstrar controle sobre os húngaros, exatamente nesse lugar estratégico, de onde se tem uma vista geral de Buda e Peste. Foi ocupada pelos soviéticos durante a o domínio da URSS sobre o país. Uma época de muito sofrimento para os húngaros.Ezérbet Hid - Ponte Elizabete - Budapeste

Seguindo pela Ezérbet Hid (Ponte Elizabet) a citadela está logo à frente, mas é preciso subir por uma estrada sinuosa, até o alto da colina, para desvendar a vista maravilhosa que se tem da cidade.

Ezérbet Hid - Ponte Elizabete - BudapesteNesse dia eu estava no ônibus turístico, mas há o ônibus urbano normal, o  27 saindo de Móricz Zsigmond körtér.  No caminho tortuoso, a neve denunciava o tempo ruim que havia tomado conta da Europa uma semana antes, quando os termômetros chegaram a -12 em Budapeste.

Gallért Hill - Budapest

Lá em cima, quando nossa guia disse ao microfone que teríamos 20 minutos para apreciar a vista, eu quase chorei! Que vista?

Vista da Citadella em Budapeste - Dia de Neblina

E nem mesmo a fortaleza a gente conseguia enxergar. Qaulquer coisa a mais de 5 metros se perdia na neblina.

Citadella - Budapeste

Já no dia seguinte, o sol atendeu aos meus pedidos e de novo, quase chorei, desta vez de alegria! Quando enfim cheguei lá em cima eu entendi porque Budapeste é considerada uma das cidades mais lindas da Europa. Resolvi gastar meu ticket para experimentar um goulash no Citadella Panorama Restaurant, onde a gente ainda sobe uns três andares até o salão.

Citadella Panorama Restaurant - Budapeste

Um visual com um restaurante. O goulash? ah sim, estava delicioso!

Goulash no Citadella Panorama Restaurant - Budapeste

Goulash – foto: Citadella Panorama Restaurant

A vista, mais uma vez, recompensou a escalada restaurante acima e a espera pelo sol.

Citadela Panorama Restaurant - Vista

Chain Bridge sobre o Danúbio e ao fundo o a cúpula do Parlamento Húngaro.

Citadela Panorama Restaurant - Vista - Budapeste

Castelo de Buda – Vista do Citadella Panorama Restaurant

Citadella –  Fonte: Wikimedia Commons

À noite, já de volta ao hotel, fiquei olhando a Estátua da Liberdade de longe, lá na Citadella: uma mulher segurando um ramo de oliva, que significa a paz. Paz que faltou durante tanto tempo a essa cidade linda.

Estátua da Liberdade - Budapeste

Hotéis em Budapeste? Encontre e reserve aqui.

Siga o Mala de Rodinha e Nécessaire no Twitter @maladerodinha

Curta a nossa Fanpage no Facebook: www.facebook.com/MaladeRodinhaeNecessaire

E para ver nossas fotos no Instagram: instagram.com/celinamartins

written by

Sou professora por formação, artista plástica, designer e blogueira, mas gosto mesmo é de ser nômade. Moro seis meses em Londres, quando aproveito para viajar pela Europa, e seis meses no Rio de Janeiro, quando planejo as próximas viagens. Estou no Google + - + Celina Martins -

4 Responses to "Citadella – a fortaleza de Budapeste"

  1. Luciana says:

    Olá, adorei seu blog! Quanto tempo vc recomenda em Budapeste? Estava pensando em 2 dias inteiros, pelo a li pareceu pouco, o q acha? Obrigada!

    Responder
    • Celina Martins says:

      Olá Luciana! Eu fiquei três dias inteiros e dois “meios” e achei pouco. Se puder, pelo menos três dias. Se o tempo estiver bom, vale passear muito pelas margens do rio Danúbio, atravessar as pontes a pé, e aproveitar os bares ao ar livre.

      Responder
  2. Celina Martins says:

    A gente precisa ir juntas!

    Responder
  3. Eulalia says:

    Muito, muito lindo!!!

    Responder

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>