Edimburgo, um caso de amor

Christmas Market - Edinburgh

Christmas Market – Edinburgh

Desde a primeira vez que estive em Edimburgo, capital da Escócia, em 2010, este lugar entrou no meu coração. Não há lugar para onde se olhe que não faça a gente se extasiar. Estando mais uma vez em Edinburgh (Edimbrá, como se pronuncia aqui) para enfim conhecer as Highlands, as Terras Altas da Escócia, me veio aquela sensação de querer ficar mais, muito mais!

Edinburgh Castle

Edinburgh Castle

Daí, quando meu filho disse que estava pensando em se mudar para Edimburgo, depois de 7 anos em Londres, minha inquieta alma viajante não poderia ficar mais feliz!  E agora, depois de um mês nesta cidade, sinto que ainda tem espaço para me apaixonar mais ainda!

Salisbury Place - Edinburgh - Bus Upper deck

Salisbury Place – Edinburgh – Bus Upper deck

O impacto começa ao observar a arquitetura característica. A cidade cresceu em torno de um castelo, no alto de uma rocha vulcânica. E até meados do século 18, as muralhas eram os limites das construções  e de seus habitantes.

Cockburn Street -escadaria ligando à Royal Mile

Cockburn Street – escadaria ligando à Royal Mile

O crescimento então, foi vertical e prédios com 3, 4 andares (ou mais) são comuns. Em Old Town, a cidade antiga, é uma sucessão de construções de pedra.

Cockburn Street

Cockburn Street

Em New Town, o estilo neo-clássico domina os quarteirões, uma obra-prima de planejamento urbano. Juntas, Old e New Town foram consideradas Patrimônio Mundial em 1995 pela UNESCO ..

New Town - Edinburgh

New Town – Edinburgh

Edimburgo é absolutamente amigável. E viver aqui é usufruir de uma qualidade de vida que eu nem imaginava que existisse numa capital. E essa qualidade se reflete na simpatia e tranquilidade das pessoas.

Waverley Steps

Waverley Steps

Atendentes de lojas e supermercados, motoristas de ônibus e táxis, garçons, enfim… Até agora, não encontrei ninguém com aquele stress característico de cidade grande. Nem em plena hora do rush…

Princes Street - Véspera Natal

Princes Street – Véspera Natal

Nem em plena época de Natal. Deve ser porque a cidade fica ainda mais linda, como que enfeitada e embrulhada para presente. Até mesmo durante o Hogmanay, os três dias de comemoração para receber o Ano Novo, quando a cidade abriga só na Princes Street e Princes Gardens, aproximadamente 80.000 pessoas.

Torch Procession - 30/12

Torch Procession – 30/12

Durante a Torchlight Procession, a procissão das tochas no dia 30/12, o trânsito já é interrompido na Princes Street, um dos principais corredores de ônibus e centro comercial. Fui para a cidade preparada para enfrentar um caos. Pois foi tudo absolutamente calmo e organizado e voltei para casa, sem pegar nem fila para o ônibus!

National Gallery  - pátio

National Gallery – pátio

E no dia 1 de janeiro, andando pela Royal Mile e na Princes Street, nada denunciava os três dias de festa para a virada do ano.

Royal Mile - Edinburgh

Royal Mile – Edinburgh

Locomoção? A cidade é, na minha opinião, a campeã no quesito transporte público.

Lothian Buses

Lothian Buses – Edinburgh

As linhas de ônibus cortam a cidade em todas as direções, o que torna a tarefa de se locomover um prazer e, para os recém chegados como eu, um eterno city tour,  já que a grande maioria dos ônibus são double deckers. É só subir para o segundo andar e apreciar o passeio.

St Margaret's Loch - Holyrood Park - Edinburgh

St Margaret’s Loch – Holyrood Park – Edinburgh

E belezas além da arquitetura? É só  pegar um ônibus no centro, e em menos de 15 minutos você está em Holyrood Park. Há sempre uma linha que vai te levar até onde você quer ir.

Duddingston Loch - Duddingston Village - Edinburgh

Difícil é escolher para qual dos lagos ou trilhas se dirigir.

St Margaret's Loch - Holyrood Park - Edimburgo

St Margaret’s Loch – Holyrood Park – Edimburgo

Mas a cidade  tem uma variedade enorme de lugares interessantes para explorar além de Old Town/New Town. Castelos, colinas, e parques, praia e canal…

Craigmillar Castle

Craigmillar Castle

Calton Hill - vista de Holyrood Park

Calton Hill – vista de Holyrood Park

Portobello Beach - Edinburgh

Portobello Beach – Edinburgh

Water of Leith - Edinburgh

Water of Leith – Edinburgh

 

Edimburgo é muito mais que seu castelo e arquitetura.  E agora, com um pouco mais de conhecimento de causa, eu posso dizer: eu tenho um caso de amor com esta cidade.

Leia também:

Como se locomover em Edimburgo

Rosslyn Chapel, uma capela coberta de mistérios

De Londres às Highlands, uma viagem às Terras Altas da Escócia

Glencoe – Highlands – Escócia

Highlands – Lago Ness e o monstro

Siga o Mala de Rodinha e Nécessaire no Twitter @maladerodinha

Curta a nossa Fanpage no Facebook: www.facebook.com/MaladeRodinhaeNecessaire

E para ver nossas fotos no Instagram: instagram.com/celinamartins

Alguma dúvida ou sugestão? Tem alguma dica para compartilhar com a gente? Deixe sua contribuição na caixa de comentários! :)

written by

Sou professora por formação, artista plástica, designer e blogueira, mas gosto mesmo é de ser nômade. Moro seis meses em Londres, quando aproveito para viajar pela Europa, e seis meses no Rio de Janeiro, quando planejo as próximas viagens. Estou no Google + - + Celina Martins -
Related Posts

11 Responses to "Edimburgo, um caso de amor"

  1. Cibele Augusta de Oliveira says:

    Oi Celine…li muitos posts seu sobre suas viagens e estou aqui pra te agradecer pelas dicas e sempre gentis respostas. Estive em Londres, Brighton, Dublin, Inverness( fomos de carro e seguimos seu roteiro da vã na ida e fizemos outro na volta) e Edimburgo e deixo dois linkscaso queira ler sobre minha viagem…Obrigada.
    Ah…concordo com vc…Edimburgo pra mim também foi um caso de amor…
    Cibele.
    http://cireumsonhoadois.blogspot.com.br/2014/09/inverness-highlands-ida-e-volta.html
    http://cireumsonhoadois.blogspot.com.br/2014/09/edimburgo-cidade-magica.html

    Responder
  2. Destaques da Semana 64: Vietnã, Balneário Camboriú, Pipa, Edimburgo e Jalapão | RBBV – Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem says:

    […] de Rodinha e Nécessaire por Celina Martins: Edimburgo, um caso de amor. Meu reencontro com Edimburgo desta vez para ficar, não poderia ser melhor. Com mais tempo para […]

    Responder
  3. Eliana says:

    Cel, que bom! Nada melhor que começar um Ano Novo com morada nova!

    Responder
  4. Eulalia says:

    Amei passear através de seus olhos, como sempre! Que maravilha te-la de volta! beijinhos

    Responder
  5. Lelei says:

    Ah, adoro Edimbra também!! Quero muito ir a um tattoo de novo, é uma das melhores épocas pra ir! Você já está morando aí desde que teve a última, ou ainda está pra ver? Happy Hogamaney!! x

    Responder
  6. Sandra Klinke says:

    Oi Celina, você já leu os livros da série “Clube Filosófico Dominical”, do Aalexander McCall Smith? A personagem principal mora e passeia pelas ruas de Edimburgo. Acho que vai gostar :-)

    Responder

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>