London Eye – o que se vê lá de cima

Inaugurada em 1999, London Eye virou um ícone tão Londrino quanto os ônibus vermelhos de dois andares. A grande diferença é o tamnanho, claro! A mega roda gigante tem 123 metros de diâmetro e 135 metros de altura! São 32 cápsulas refrigeradadas para 25 passageiros cada, e representam os 32 bairros de Londres (Boroughs of London).

É lógico que todo mundo que vem a Londres quer dar uma voltinha. Dependendo da antecedência, da alta ou baixa temporada, ou da sua idade, há um preço diferente, e ainda é possível fazer combos com outras atrações: Mme Tussaud (Museu de Cêra), Cruzeiros pelo Rio Tâmisa, London Aquarium, por exemplo.

Também pode reservar uma cápsula privê! Dá para pedir em casamento, comemorar aniversário… A roda gira a 26 cm por minuto, isso quer dizer que a gente tem aproximadamente meia hora para curtir a paisagem, tirar fotos,  de todos os lados da gôndola. 

Vale a pena?

A questão é sempre  como estará o tempo. Se a compra do ticket  for com dia marcado e o famoso fog de Londres estiver a pleno “vapor”, não haverá muito o que ver.  Mas se a sorte sorrir, a paisagem lá de cima, mesmo no inverno vale muito a pena sim.

 No nosso caso, em pleno inverno quando começa a anoitecer às 3 e meia da tarde, vimos o por do sol. 

E sabe? eu gostei muito da experiênica.  Para ver os diversos tipos de ingresso, passeios combinados, e preços é só clicar aqui  e planejar sua voltinha em London Eye.

Conecte-se comigo no Google+ em +Celina Martins –

Siga o Mala de Rodinha e Nécessaire no Twitter @maladerodinha

Curta a nossa Fanpage no Facebook: www.facebook.com/MaladeRodinhaeNecessaire

E para ver nossas fotos no Instagram: instagram.com/celinamartins

Sou professora por formação, artista plástica, designer e blogueira, mas gosto mesmo é de ser nômade. Moro seis meses em Londres, quando aproveito para viajar pela Europa, e seis meses no Rio de Janeiro, quando planejo as próximas viagens.
Gostou? Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestShare on RedditTweet about this on TwitterEmail this to someone

written by

Sou professora por formação, artista plástica, designer e blogueira, mas gosto mesmo é de ser nômade. Moro seis meses em Londres, quando aproveito para viajar pela Europa, e seis meses no Rio de Janeiro, quando planejo as próximas viagens.
Related Posts

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>