O caminho para o Mont St Michel

1GareRoutière O caminho para o Mont St Michel

Gare Routière ( a rodoviária de Rennes)

Posso dizer que a visita ao Mont St Michel foi uma aventura inesquecível.  Desde a fase de planejamento da viagem, quando pesquisei sobre a localização, a história, e todas as formas possíveis de chegar ao monte, minha habitual ansiedade só ia aumentando.

Como chegar ao Mont St Michel

Saindo de Paris

Passeio Guiado -Minha primeira opção era fazer um passeio a partir de Paris. Depois de muita pesquisa, o passeio da ParisCityVision,  foi o eleito, porque eu já conhecia a companhia (da primeira vez que estive em Paris) e por ser perfeito para quem não quer sair da cidade, arrumar mala, mudar de hotel, etc.

Trem – Ônibus - O TGV  para Rennes sai da Gare Montparnasse. Chegando na Gare de Rennes, a Gare Routière fica logo ao lado, e a empresa Kéolis Emeraude faz o trajeto Rennes – Mont St Michel.

2Plataforma Rennes StMIchel 601x450 O caminho para o Mont St Michel

Plataforma  Gare Routière – Rennes-StMIchel

*A não ser que se tenha o preparo de um tri-atleta, não aconselho o passeio trem-ônibus-StMichel saindo e voltando à Paris no mesmo dia. Subir até a Abadia, exige pernas… 3, 4 horas de viagem para ir, subir o monte, passear pelas ruelas,  e mais 3, 4 horas à Paris? Sei não…  Mais vale o passeio da ParisCityVision, num belo e confortável ônibus, com almoço incluído no Le Relais St Michel e sem baldeações.

Minha outra opção, seria sair de Paris, ir até o Mont St Michel (trem+ônibus+navette), pernoitar no mesmo hotel em que o passeio guiado oferece o almoço (Le Relais St Michel), jantar com a vista do monte à noite  e voltar  a Paris no dia seguinte.

O caminho

Saindo de Rennes 

Rennes fica na Bretanha e o Mont St Michel na Normandia. A viagem da rodoviária de Rennes até (perto) do Mont St Michel dura pouco mais de uma hora. Compramos os bilhetes na hora no guichê, (mas é possível comprar direto com o motorista) e pegamos o ônibus das 9:40.

3EstradaStMichel 600x390 O caminho para o Mont St Michel

Estrada para o Mont St Michel

O visual da estrada vale chegar com antecedência, ser o primeiro a entrar no ônibus e sentar nas poltronas da frente.  Nesse fim de outono, as cores pelo caminho iam mudando rapidamente. Inclusive e principalmente a cor do céu!

4CidadeEstrada 600x390 O caminho para o Mont St Michel

Estrada para o Mont St Michel

Nesse curto trajeto de uma hora, fez um sol maravilhoso, choveu torrencialmente, nublou, abriu o sol novamente e…

5Cidade temporal 601x450 O caminho para o Mont St Michel

Estrada para o Mont St Michel

Um estrondoso temporal se anunciava à nossa frente! Meu otimismo pollyanístico, me fez dizer várias vezes à minha prima que teríamos o mais lindo dos dias quando chegássemos lá!

Minha prima me olhava incrédula, cada vez que eu sorria dizendo que teríamos um lindo dia pela frente! Mas começou a acreditar quando o céu se abriu, quase chegando ao nosso destino.

7MoinhoEstrada O caminho para o Mont St Michel

Mesmo com esse azul todo em alguns momentos do trajeto, logo um “plúmbeo” céu me fazia duvidar de mim mesma. Bipolar, era o meu humor durante a viagem.

6CidadePinheiros 601x366 O caminho para o Mont St Michel

Ou seja, durante todo o caminho, a expectativa (de mais ou menos 6 meses) de conhecer o Mont St Michel,  misturava-se à dúvida se seria possível ou não, subir até a Abadia, que claro, fica no topo do monte. Onde mais se construiria uma Abadia na Idade Média? De repente, aquela sensação que a gente só tem viajando: ver com seus próprios olhos!

8StMichel 601x417 O caminho para o Mont St Michel

Lá estava ele. Com um raio de sol, fazendo as vezes de holofote, vislumbramos o que na hora, me parecia um suspiro, desses de padaria. Minhas esperanças se renovaram, vendo as gotas de chuva secarem na janela.

9StMichel 601x450 O caminho para o Mont St MichelEm segundos, começou um chuvisco que insistia em atrapalhar minhas fotos, mas lá estava Mont St Michel, ainda iluminado pelo raio de sol. Até chegarmos ao ponto das navettes.

O que são navettes? São ônibus que fazem o percurso entre o Centro de Visitantes, onde o ônibus da Keolis para, até quase a entrada da cidadela. São frequentes e grátis.

Mapa Mont St Michel O caminho para o Mont St Michel

O “ponto”do ônibus da Keolis e o ponto das navettes ficam nesse pedaço branco na parte de baixo do mapa. É possível fazer o trajeto a pé, até a entrada do monte e estão até construindo uma nova estrada.

10ChegadaNavette 601x450 O caminho para o Mont St Michel

Mas definitivamente, nesse dia de outono, com a temperatura beirando os 3 graus e a chuva se anunciando, não era o momento para uma caminhada. A navette nos deixa a uns trezentos(?) metros da entrada da cidade, e foi aí o ápice de nossa aventura! Assim que colocamos os pés fora da navette, um nuvem negra, digna da Família Adams, despencou sobre nós. A mistura de frio, chuva e vento, impossibilitava a conexão entre meus neurônios e a comunicação entre minha prima e eu, andando em fila indiana.

11CaminhoMontStMichel 601x378 O caminho para o Mont St Michel

Aquele mesmo monte branquinho, assumiu um tom amarronzado. Minha dúvida, enquanto lutava com o guarda-chuva, com o temporal e tentava chegar ao monte: será que existe um “dentro” lá dentro? Já me imaginado tendo um ataque de hiportermia e como uma ambulância poderia fazer esse trajeto para me salvar!

Mont St MIchel Vista de cima 601x359 O caminho para o Mont St Michel

Chegar à Abadia lá no alto, no topo do monte? Parecia uma tarefa impossível! Meu objetivo naqueles minutos intermináveis, completamente ensopada, com as duas mãos congeladas, era estar dentro… de qualquer coisa ou lugar. Se conseguimos? Como no próximo capítulo, ops! post.

Próximo capítulo aqui: Mont St Michel – a subida

Há vários hotéis na região, pesquise aqui.

Siga o Mala de Rodinha e Nécessaire no Twitter @maladerodinha

Curta a nossa Fanpage no Facebook: www.facebook.com/MaladeRodinhaeNecessaire

E para ver nossas fotos no Instagram: instagram.com/celinamartins

E veja nossa página no Google+ 

8 Comentários para "O caminho para o Mont St Michel"

  1. Thais says:

    Oi Celina
    Estou planejando um passeio ao Mont, mas vai ter que ser bate-e-volta!
    Não entendi uma coisa: vc foi de Pariscityvision ou por conta própria.
    O passeio da cityvision vale a pena? Pois pela programação chegamos as 12hs e voltamos às 16:30hs – dá tempo de aproveitar o lugar!
    Obrigada!

    Responder
    • Celina Martins says:

      Oi Thais,
      Eu fui ao Mont St Michel a partir de Rennes. Mas passamos quase o mesmo tempo que o passeio da Cityvision oferece e foi mais do que suficiente para conhecer o lugar. Gosto muito da companhia, já usei em outros passeios a Partir de Paris.
      boa viagem!

      Responder
  2. Katia simoes says:

    Celina, ja conheco Paris, mas nao Bruges e St Michel. Vou em novembro, pela primeira vez sozinha. Esta a pensando em contratar a empresa Pariscityvision,para os dois passeios e para meus Transfers. Os valores cobrados pela mesmas sao razoaveis e contemplam o que preciso. Como a reserva eh feita online, fiquei com receio. Pois ja envie duas vezes um formularios fale conosco e nao me responderam. Como vi que voce ja utilizou o servico deles , parece-me que sao bons. Estou pensando em contrata-la, so que parece-me que paga-se antecipado. Quando viajo para NY faco isso sem receio, a firma eh tranquila? Falo idonea? Peguei dicas no teu blog, muito boas! Abraco.

    Responder
  3. Gresiela says:

    Querida Cecília, flanando pela internet na preparação de uma viagem que eu, meu marido e filho de 8 anos faremos no mês que vem pela França, encontrei o teu blog. É uma delícia de ler! Super envolvente. E isso me deixou com vontade de te pedir umas opiniões. Estaremos por duas semanas na França. Do dia 10 de abril ao dia 18, ficamos em Paris. Eu tenho um congresso de psicanálise lá. E depois estamos pensando em descer um pouco para o Vale do Loire, ficar duas 2 noites, subir para o Monte Saint Michel, dormir uma noite, ir passeando até Honfleur, onde também dormiremos, e depois voltar para Paris, passando por Giverny. Você acha que é um roteiro agradável? Nosso voo de volta para o Brasil é na manhã do dia 23 de abril. Estou pensando em ficar nesta última noite num hotel bem perto do Aeroporto Charles de Gaulle. Você sabe me dizer se é tranquilo, seguro? Ah, alugaremos um carro na saída de Paris. Abraço!

    Responder
    • Celina Martins says:

      Oi Gresiela,

      Vocês vão pegar uma época maravilhosa na França! Tudo verdinho e florido. Giverny vai ser o máximo. O roteiro de vocês me parece ótimo. Sem nenhuma correria. O Vale do Luar de carro é perfeito, vocês podem escolher os castelos e qto tempo ficar em cada um. Não deixe de conhecer Chenonceau, além do castelo ser interessantíssimo, os jardins são lindos e tem uma fazendinha com animais que seu filho vai gostar.

      Já fiquei em hotel perto do aeroporto e é seguro. Há navettes (ônibus) que fazem o transporte entre alguns hotéis e o aeroporto.
      Eu fiquei nesse: http://www.booking.com/hotel/fr/novotel-paris-charles-de-gaulle-terminal.en-gb.html?aid=353834 e nesse eu sei que a navette passa desde a madrugada.

      Responder
  4. Patricia says:

    Deliciosa lembrança e adorei o suspense do final do post. Não percam! Tem muito mais aventura nos próximos post!

    Responder

Comente

Quer participar da conversa?
Deixe um comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>